Fábrica Lidgerwood

Campinas | Industrial e Fabril

Localização: Av. Andrade Neves, 1

Fundada em 1864, a Lidgerwood  é representante da instalação de indústrias de bens de capital no Brasil ainda durante o Império, constituída a partir do capital industrial em virtude do desenvolvimento cafeeiro no estado de São Paulo.

A Lidgerwood foi expoente da indústria tecnologia de mecanização agrícola, sendo uma das primeiras do gênero a se instalar no Brasil para a produção destes bens duráveis, em decorrência de privilégios concedidos pelo Império, cuja presença no mercado representa a evolução da técnica de produção e comércio de café por meio de mecanização. Referida mecanização foi determinante para a inserção do Brasil no mercado internacional como café de primeira qualidade, bem como para a substituição de mão-de-obra escrava nas lavouras, propiciando transformações no modo de produção, na estrutura e nas relações de trabalho.

Com o fim das atividades da Lidgerwood, em 1923 o espaço torna-se depósito, gerenciado pela Firma Pedro Anderson &Co, até que em 1928 o prédio é comprado pela Companhia Paulista de Estradas de Ferro, período em que as instalações foram utilizadas como estacionamento, até que em 1992 passou a ser ocupada pelo Museu da Cidade.

Sua localização e inserção urbana é síntese do desenvolvimento econômico paulista, por meio do café, da ferrovia e da industrialização de Campinas, compondo importante paisagem industrial em conjunto com a Estação da Companhia Paulista e os Armazéns da Cia. Mogiana. A região é também marcada pela presença de outros edifícios considerados patrimônio cultural, como a Delegacia – cujo projeto é de Ramos de Azevedo – e Antigo Grupo Escolar Orosimbo Maia, projeto de 1911.

Fonte Processo de Tombamento

Número do Processo:  25481/87

Resolução de Tombamento:  Resolução 68 de 19/12/2017.

Livro do Tombo Histórico:  inscrição nº 463, p. 140 a 141.

Publicação do Diário Oficial