Catedral Metropolitana

Campinas | Religioso

Localização: Rua Regente Feijó, 1013 – Campinas

A Catedral de Campinas originou-se de recursos arrecadados da população campineira, no início do século XIX. Em 1845 já havia sido concluído o telhado e, em 1853, Antônio Francisco Guimarães, o “Bahia”, um rico português, mandou buscar na Bahia o artista Vitoriano dos Anjos Figueiroa, para entalhar o altar-mor, dois púlpitos e as delicadíssimas rendas das grades da nave, coro e sacadas da capela-mor. Desentendendo-se com o novo presidente de obras da Catedral, Vitoriano deixou os trabalhos por volta de 1861, sendo concluídos pelo ituano Bernardino de Sena Reis e Almeida, que fez todos os altares da nave e os das duas pequenas capelas laterais. A Catedral de Nossa Senhora da Conceição foi inaugurada em 8 de dezembro de 1883. A construção da sua fachada foi dirigida por Cristóvão Bonini e Ramos de Azevedo. Este último teve destacada participação na obra devido ao seu projeto para a introdução da torre, em taipa de pilão.

Fonte Correio Popular

Número do Processo:  20217/77

Resolução de Tombamento:  Resolução 20 de 30/05/1981

Livro do Tombo Histórico:  inscrição nº 148, p. 27, 22/12/1981

Publicação do Diário Oficial